Café e Fé

1239819_1419827358239177_8561523_n

Café e Fé é mais um braço evangelístico para difundir o evangelho de Jesus Cristo e a sua graça e verdade. Este é um programa da Primeira Igreja Batista em Londrina apresentado pelos Pastores Alexandre de Oliveira Chaves e Glenio Fonseca Paranaguá.

Café e Fé é exibido todos os domingos a partir das 8:30 da manhã na TV Tarobá, Londrina e Cascavel.

Episódios:

  1. O que é fé?
  2. Como viver pela fé (parte 1)
  3. Como viver pela fé (parte 2)
  4. O sofrimento e a fé (parte 1)
  5. O sofrimento e a fé (parte 2)
  6. quemÉquem – Deus
  7. quemÉquem – Deus Pai
  8. quemÉquem – Deus Filho
  9. quemÉquem – Deus Espírito Santo
  10. quemÉquem – Deus do Antigo Testamento e do Novo
  11. quemÉquem – Arrependido
  12. quemÉquem – Perdoado
  13. Novo Nascimento (natal)
  14. Ano novo, Vida nova
  15. Posso ser cristão fora da igreja? (parte 1)
  16. Posso ser cristão fora da igreja? (parte 2)
  17. Conhece o cristão turista?
  18. A intermediação da relação
  19. Crer em Deus é negar a razão
  20. Falando sobre oração
  21. Pai nosso, que estás nos céus
  22. Santificado seja o teu nome
  23. Venha o teu Reino
  24. Faça-se a tua vontade
  25. O pão nosso de cada dia dá-nos hoje
  26. Perdoa-nos as nossas dívidas
  27. Não nos deixe cair em tentação
  28. Teu é o Reino, o Poder e a Glória
  29. Os pecados mais que capitais – ORGULHO
  30. Os pecados mais que capitais – VAIDADE
  31. Os pecados mais que capitais – AVAREZA
  32. Os pecados mais que capitais – LUXÚRIA
  33. Os pecados mais que capitais – IRA
  34. Os pecados mais que capitais – INVEJA
  35. Os pecados mais que capitais – PREGUIÇA
  36. Os pecados mais que capitais – GANÂNCIA
  37. Os pecados mais que capitais – GULA
  38. Os pecados mais que capitais – COVADIA
  39. Os pecados mais que capitais – MENTIRA
  40. A Cruz e o Perdão
  41. A Cruz e a Aceitação
  42. A Cruz e a Compaixão
  43. A Cruz e o Abandono
  44. A Cruz e a Agonia
  45. A Cruz e o Triunfo
  46. A Cruz e a Entrega Total
  47. Oração, pedidos ou súplicas
  48. Deus e a solidão
  49. Bondade e severidade de Deus
  50. O pai e os dois filhos – O PAI DE AMOR
  51. O pai e os dois filhos – O FILHO MAIS NOVO
  52. O pai e os dois filhos – O FILHO MAIS VELHO
  53. 4 tipos de amor –  STORGÉ
  54. 4 tipos de amor – ÁGAPE
  55. 4 tipos de amor – EROS
  56. 4 tipos de amor – PHILEO
  57. Reino de Deus – REDE (mateus 13:47-50)
  58. Morrer antes, viver depois
  59. Reino de Deus – JOIO E TRIGO
  60. Reino de Deus – PÉROLA DE GRANDE VALOR
  61. Semeador – A beira do caminho
  62. Semeador – Solo pedregoso
  63. Semeador – Solo espinhoso
  64. O natal de Cristo e o natal comum
  65. Ano novo, nova vida
  66. O que é a verdadeira paz
  67. Terra boa
  68. Prosperidade
  69. Por que ser bom não é o suficiente
  70. Riquezas
  71. Por que os cristãos parecem divididos?
  72. As minhas decepções são maldições?
  73. Os meus êxitos são bênçãos?
  74. O que Deus quer de mim?
  75. Posso ser perfeito?
  76. Deus é um só e a religião não importa
  77. Deus e a oração não respondida
  78. Deus e a oração de intercessão
  79. Deus e os não-evangelizados
  80. Deus e o Juízo Final
  81. Deus e o sofrimento 1
  82. Deus e o sofrimento 2
  83. Como saber a vontade de Deus na minha vida
  84. Deus e o temor
  85. Deus e o suicídio
  86. Deus e os pecados não perdoados
  87. Deus e a Bíblia
  88. Vivendo o que sou
  89. Vivendo o novo nascimento
  90. Vivendo o arrependimento
  91. Vivendo a justiça
  92. Vivendo a esperança
  93. Vivendo  o perdão
  94. Vivendo o perdão ao próximo
  95. Vivendo a santidade
  96. Vivendo o amor
  97. Vivendo a graça
  98. Cristão e o governo
  99. Um olhar diferente para a pena de morte
  100. Um olhar diferente para a guerra
  101. Um olhar diferente para o sexo
  102. Um olhar diferente para o casamento
  103. Um olhar diferente para o divórcio
  104. Um olhar diferente para a pornografia
  105. Um olhar diferente para a espiritualização
  106. Um olhar diferente para a amizade
  107. Um olhar diferente para a igreja
  108. Um olhar diferente para a intelectualidade
  109. O abandono da igreja doente
  110. A divisão na igreja donte
  111. O silêncio na igreja doente
  112. O conformismo na igreja doente
  113. O engajamento na igreja doente
  114. O protesto na igreja doente
  115. A teologia na igreja doente
  116. O meu DNA importa?
  117. As minhas decepções importam?
  118. A minha vocação importa?
  119. A minha moralidade importa?
  120. A minha espiritualidade importa?
  121. A minha vontade importa?
  122. O meu destino importa?
  123. A fé é um delírio?
  124. A fé é um fruto da sociedade?
  125. A fé não anda com a ciência?
  126. A fé é um fruto do medo e da culpa?
  127. A fé na minha vida é algo mecânico?
  128. Família em crise
  129. Família em crise – sexualidade no casal
  130. Família em crise – a comunicação
  131. Família em crise – religiões diferentes
  132. Família em crise – maridos ausentes
  133. Família em crise – esposas frias
  134. Família em crise – filhos sem limites
  135. Família em crise – família num mundo hostil
  136. Queria ter… aceitado a morte
  137. Queria ter… vivido mais sinceramente
  138. Queria ter… trabalhado menos
  139. Queria ter… expressado meus sentimentos
  140. Queria ter… aproveitado meus amigos
  141. Queria ter… vivido mais feliz

Uma resposta para “Café e Fé

  1. Amado Alexandre,

    Com relação ao programa de estréia, que tal pensarmos no que segue:

    É possível a coexistência da dúvida com a fé? É perigoso aceitar que a dúvida traga vitalidade para a fé? A Bíblia nos limita a buscar alhures daquilo que pode ajudar a esclarecer os mistérios de Deus?

    E no que diz respeito aos programas 2 e 3, vamos meditar um pouco?

    O que você pensa daqueles que um dia creram em Deus, que foram verdadeiros instrumentos nas mãos do Redentor e hoje vivem pela descrença, não pela fé? Poderíamos cogitar que eles nunca foram cristãos? Considerando assim, não estaríamos tentando encaixá-los em algum sistema teológico particular tendencioso? Nossa atitude demonstraria que não confiamos na palavra deles. Ou então poderíamos dizer que, embora alegando não mais sê-los, eles de fato são cristãos. Porém isso seria ignorar suas afirmações. E se não tivermos nenhum motivo para presumirmos que eles retornarão a fé durante a vida? E então…

Caso queira comentar, esta é a hora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s