“Como vai você?”

arfn10 - o valor de um cumprimento

-Como vai você?

Este é um tipo de cumprimento que frequentemente ouvimos. Outro muito comum é este:

-Tudo bem?

Nenhum nem outro, normalmente, estão interessados em respostas verdadeiras, aliás, nós nos desacostumamos com a verdade. Vivemos em um mundo que é uma mentira e, portanto, depende da mentira para existir; é o perfume para esconder o cheiro de verdade, a cinta para esconder a barriga de verdade, o sorriso amarelo para esconder a idade de verdade, a pasta de dente especial para disfarçar a verdadeira cor do dente. Enfim, é o mundo das máscaras.

Tudo isto nos aprisiona em uma cadeia de mentiras, enquanto nossa alma grita por um pouco de verdade. Desejamos um lugar onde possamos ser quem de fato somos, e ainda assim sermos aceitos, onde houvesse esperança de mudança para aquilo que somos e não gostaríamos de ser. A religião não é este lugar. Nela você precisa fingir o que não é para ser aceito e esconder o que é para não ser rejeitado.

O máximo que a religião faz é nos mudar por fora enquanto nos sufoca por dentro. Mas Jesus disse: Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará. João 8:32. Se você quer ser livre deste mundo da mentira, de sua vida de mentira, dê ouvidos às palavras de Jesus. Ele lhe conhece por dentro, sabe o que lhe vai ao pensamento, conhece seu coração. Sabe dos seus medos, seus pecados e toda verdade a seu respeito. Por esta razão, diante d’Ele nós não podemos e nem precisamos mentir. Não podemos, pois ele sabe tudo e não precisamos porque Ele nos ama.

Trust heart cloud

E como dizem as Escrituras: O amor cobre uma multidão de pecados. 1 Pedro 4:8. Que fique bem claro: o amor cobre, não encobre. Enquanto a religião quer esconder, o evangelho é um convite à verdade e à vida. Jesus disse: Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim. João 14:6. Quando estamos diante de Jesus nós ficamos diante da verdade acerca de tudo, e no que tange a nós, como disseram os teólogos de Lausanne, em Jesus Cristo nós vemos Deus como é, e o ser humano como deveria ser.

Por esta razão, quando estamos diante de Jesus, a única conclusão verdadeira que podemos chegar é esta: se Ele é o caminho, eu estou perdido; se Ele é a verdade, eu sou uma mentira; e se Ele é a vida, eu, na verdade, estou morto. Só assim podemos clamar misericórdia de fato. A obra de Jesus Cristo é esta: nos matar para uma vida de perdição, mentira e morte. E Ele fez isto na cruz.

A respeito a sua crucificação Jesus disse que ela não seria somente d’Ele, mas ela seria a crucificação de todos nós. E eu quando for levantado do chão na cruz, atrairei todos a mim mesmo. João 12:32 (TL). No corpo de Cristo crucificado seu velho homem morreu, o homem de mentira foi morto. Porém, Jesus não ficou na morte, Ele ressuscitou. E em sua ressurreição todos aqueles que, pela fé creem, também experimentam seu novo nascimento: uma nova pessoa nasce como dizem as Escrituras.

Porque o amor de Cristo nos constrange, julgando nós assim: que, se um morreu por todos, logo todos morreram.2 Coríntios 5:14.

E também

Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo foi feito novo.2 Coríntios 5:17.

Esta salvação fez Deus em Cristo crucificado e ressurreto, e quer dar aos mendigos da graça que sabem a verdade a seu próprio respeito, que não têm nada a oferecer a Deus senão os seus pecados, e que jamais poderão retribuir tal amor. Por isto recebem com gratidão o Evangelho da graça de Deus em Cristo. Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é um presente de Deus. A salvação não vem por meio da coisas que você faz ou deixa de fazer, para que ninguém se orgulhe. Efésios 2:8-9 (TL).

A verdade é que Deus veio salvar os perdidos e buscar pecadores, dos quais eu sou o principal. Se você não está perdido, ou seja, se você sabe de onde vem, o que esta fazendo e para onde vai; e se você não é pecador, esta palavra não é para você. Caso contrário, entregue sua vida nas mãos de Jesus. Confie Nele e o tudo Ele fará.

Na graça bruta, Alexandre.

PÁGINA NO FACEBOOK

Caso queira comentar, esta é a hora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s