cristãos a partir de Cristo I

BASE-Jumping-from-Christ-the-Reedemer-Rio-de-Janeiro-Brazil

“Mas o vinho novo deve ser colocado em odres novos, e ambos juntamente se conservam”.

Jesus.

Podemos identificar um sentimento crescente em algumas pessoas de que algo está muito errado, no que se refere à fé cristã em nossos dias. Já faz alguns anos que Deus tem conduzido alguns por um processo que tem como objetivo a desconstrução em relação à maneira como nós o percebemos, bem como a maneira como vivemos nossa fé. É um processo lento e espantoso, e Deus que é vida, usa das coisas simples da vida para operar em nós as mudanças que Ele deseja fazer. Em meio às coisas simples da vida, gostaria de fazer referência a uma experiência pessoal, que, quando contada, não representa nada de extraordinário, talvez o que gostaria de dizer nestas linhas pareça obvio para alguns, ou de pouca relevância para outros, ou ainda, nem sequer represente uma novidade. Mas gostaria de correr este risco. Tenho a meu favor o argumento de que o óbvio, sempre nos coloca em dificuldades pelo simples fato de sua natureza óbvia. Pois muitas vezes aquilo que está debaixo de nossas narinas, constitui-se nas coisas que mais temos dificuldades de perceber. A experiência acima citada aconteceu durante uma conversa, em uma de minhas viagens com o Pr. Glenio Paranaguá. Ele relatava algumas histórias de seus professores do seminário teológico. Entre tantos relatos, um me chamou muito a atenção, e desde então, tem feito parte dos meus questionamentos. Trata-se de uma sentença pronunciada por um de seus professores, Dr. Reinaldo Purin. Essa sentença dita pelo Dr. Purin em 1968, afirmava que

“nós estamos no inicio da interpretação do cristianismo

Não quero me ater muito em detalhes, mas temos de convir, uma afirmação desta, depois de quase 2.000 anos de historia do cristianismo é, no mínimo, curiosa. Pensar que, passado todo este tempo, alguém ouse fazer tal afirmação é motivo para, pelo menos, ouvir seus argumentos. Sintetizando os argumentos do Dr.Purin, este fato se dá pela ascendência do cristianismo ser o judaísmo e pelo fato de o cristianismo ter se transformado no catolicismo romano e o movimento da reforma protestante, por sua vez, não ter conseguido uma independência plena em sua maneira de interpretar o evangelho. Dizia ele:

“nós saímos do catolicismo,

mas o catolicismo nunca saiu de nós”.

Com isto, gostaria de pensar nesta questão a partir das escrituras. Antes de pensar na afirmação de Jesus, “Mas o vinho novo deve ser colocado em odres novos, e ambos juntamente se conservam” gostaria de pensar um pouco no contexto destas palavras, pois este contexto age como um indicador da maturação daquilo que Jesus estava prestes a dizer. Jesus através de algumas falas e de alguns atos, foi preparando o ambiente para que esta frase fosse dita, pois suas ações e palavras traziam como natureza intrínseca a novidade do Reino de Deus. algo assustador e desconcertantemente novo, cuja convenção do vinho velho não queria e não iria aceitar. Esta obstinada resistência ao novo é fruto da natureza pecadora do velho homem, quando humilhado pelo amor, pela graça e a verdade expressa no novo homem, no filho de Deus que é Cristo. Vendo no novo, tudo o que ele deveria ser, e não consegue; tudo o que ele diz ser, e não é, sendo vivido e manifesto sem esforço como algo natural à vida. Então o velho se submete à contradição, ao ódio e ao engano de si. Ao invés de se entregar à morte prefere matar, ao invés de se entregar ao amor do novo, prefere consolidar o ódio do velho, matando o novo num madeiro. old-wine-bottle Da mesma forma hoje, dois mil anos depois, a mesma cruz esta diante de nós. Podemos fazer parte da contradição da religião que, em nome do autor da vida, determina matá-lo, como Pedro diz diante dos obstinados da religião oferecendo-lhes a misericórdia e a redenção: -Matastes o autor da vida, ao qual Deus o ressuscitou dos mortos do que nós somos testemunhas. (Atos 3:15) Ou fazer parte dos humilhados e constrangidos pelo amor incondicional de Deus, que pela fé se identificam plenamente em Cristo, vendo em sua morte o fim de si mesmos, do velho, e em sua ressurreição o inicio do novo. Isto é o que a bíblia chama de novo nascimento. Jesus logo após a sua estada no deserto, onde foi tentado, começa seu ministério e logo de início manifesta as novidades, começa a assumir a sua missão que tem a ver com a liberdade, com a luz, com as boas novas e com a plena aceitação de Deus, e depois da leitura de Isaias disse; “Hoje se cumpriu esta escritura em vossos ouvidos” Lucas 4:21. Todos estavam maravilhados com as palavras de sabedoria que saiam de sua boca, mas quando o novo se apresenta de maneira mais explícita, então, tentam matá-lo. Quando ele faz referência à viúva de Sarepta de Sidom (v.26) e quando ele faz menção de Naamã, o sírio (v.27), como alvos da instrumentalidade divina, o vinho novo aparece e por consequência o ódio do vinho velho também. (continua…)

Alexandre.

PERFIL NO FACEBOOK

.

Uma resposta para “cristãos a partir de Cristo I

  1. Nasci em berço Cristão. Fui batizada nas águas aos 12 anos idade. Mas só recebi o Batismo dos Altos Céus, com o Espirito Santo a uns 9 anos já com meus 50 anos, quanto movida pelo Espirito me interessei pela Bíblia verdadeiramente. Os Mistérios de Deus só se “Revelam” pelo Espirito de adoração, no mais é interpretação penso eu. Quanto mais eu lia mais achava que sabia e sai pregando até para quem já era convertido, fiz muito esforço e arranjei muita brigas e inimigos, então me veio a “Revelação” de que vinho novo deve ser para odres novos, ou seja o novo Cristão deve dar testemunho a quem ainda nem conhece a Palavra. Depois de muito sofrer aprendi a ser mansa, ser suave, e depender do Espirito Santo de Deus que me ajuda e me consola. Assim aprendi, “vinho novo para odres novos”. Creio que o Espirito Santo de Deus Revela a Palavra, Escritura Sagrada. Se estiver errada me ensina,pois, aprendi a aprender. Gratidão, eu em tudo dou Graças.

Caso queira comentar, esta é a hora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s